Recantos da Montanha
Candal | S. Pedro do Sul

As Casas


Casa do Aido

A Casa do Aido, pertença da família, é a casa mãe, a casa da recepção. É uma casa tipicamente regional, inserida em espaço rural, cuja construção se baseia dum misto de granito, pedra lousinha e xisto, situada no centro da aldeia. Esta casa é composta por rés do chão e andar. O rés do chão possui um salão de convívio e recepção. Neste espaço pode encontrar: mesa de jogos, televisão e internet. O andar tem três quartos com camas de casal e um outro com beliche, três casas de banho, estando uma adaptada a pessoas com deficiência motora, uma cozinha e sala de jantar. A casa tem aquecimento a ar condicionado e um recuperador de calor a lenha no salão e outro na sala de jantar, onde poderá desfrutar de bons momentos em dias mais frios .

Casa Avô Zé Maria

A Casa do Avô José Maria, oriunda da família, é uma casa tipicamente regional, inserida totalmente em espaço rural, onde a construção é dum misto de granito, pedra lousinha e xisto. Possui um bom espaço envolvente. É aqui que existe o estacionamento comum às três casas, jardim e um terreno agrícola. Situa-se também no centro da aldeia, ao lado da casa do Aido. Esta casa é composta por rés do chão e andar. No rés do chão há uma cozinha, uma sala de jantar com TV e uma casa de banho de serviço. O andar tem dois bons quartos com camas de casal e uma casa de banho. Possui aquecimento a ar condicionado e recuperador de calor a lenha na sala de jantar.

Casa da Quelha

A Casa da Quelha, por se situar junto a uma quelha, é também conhecida por casa de “Salgueiro”, apelido da família. É uma casa tipicamente regional, inserida também em espaço rural, sendo a sua construção de granito, pedra lousinha e xisto, situada na parte baixa da aldeia. Esta casa é composta por rés do chão e andar. No rés do chão existe uma cozinha, uma sala de jantar com TV e uma casa de banho de serviço. O andar tem dois quartos com camas de casal e uma casa de banho. A casa tem aquecimento a ar condicionado e recuperador de calor a lenha na sala de jantar.


A Localidade



Candal, localidade serrana do concelho de São Pedro do Sul, Distrito de Viseu, abrange uma área aproximada de 1551 hectares. Esta povoação situa-se na extremidade norte do concelho de São Pedro do Sul, circunscrita pelo de Arouca, distrito de Aveiro. Esta localidade tem duas aldeias vizinhas: Póvoa das Leiras e Coelheira, tendo como freguesias limítrofes a de São Martinho das Moitas, Manhouce, Santa cruz da Trapa e Carvalhais. Devido à localização em encostas, tanto da aldeia de Candal, como Póvoa das Leiras, poderemos observar extensas escadarias de leiras. Candal, situado em plena serra da Arada e Gralheira, dista vinte quilómetros da sede de concelho. As refêrencias documentais mais precisas a este território datam do século Xl. O território encontrava-se povoado e organizado em características unidades de exploração agrária (“villas”) disseminadas pelas zonas de vale, a coberto das eminências castro-castelejas. Sabe-se que no reinado de D. Dinis o concelho de são Pedro do sul se agrupava sob o designativo de lafões, aparecendo no arrolamento do imposto geral sobre os tabeliães de todo o reino estabelecido em 1287-90, incluído no Bispado de Viseu e com três tabeliães, entre Trancoso (com quatro, que era o número máximo) e Viseu (com dois).


A região



A aldeia de Candal, pertence à união das freguesias de Carvalhais e Candal, tem como localidades vizinhas as povoações da Póvoa das Leiras e Coelheira. Na aldeia da Coelheira, existe um parque de Campismo e uma pequena barragem . Candal, fica situada entre as serras da Arada e Freita e pertence ao concelho de S.Pedro do Sul, distrito de Viseu. É uma zona de montanha com as leiras em socalcos, numa agricultura de subsistência. Pequenos riachos e ribeiros, serpenteiam aqui e ali e a natureza aparece bruta, inatingível. Lá, o céu é mais azul, o ar é mais puro e o vento assobia cortante nas noites de invernia. Esta aldeia, fica a cerca de 20 quilómetros da sede do concelho de S.Pedro do Sul. Bem próximo, encontram-se as Termas, local que merece ser visitado e frequentado. Nesta região, encontram-se aldeias e locais típicos: Pena, Manhouce, Carvalhais onde se localizam as ruínas da Cárcoda e o bioparque a pedra escrita de Serrazes, S.Macário, Covas do Monte, Drave e Covas do Rio . No concelho vizinho, Arouca que dista cerca de 20 quilómetros da aldeia de Candal, também há locais e monumentos de interesse: o bioparque de Arouca, convento de Santa Mafalda e, na serra da Freita, poder-se-á admirar a Frecha da Mizarela bem como na aldeia da Castanheira, as pedras parideiras e o centro de interpretação. Esta região é duma beleza rara, cheia de montanhas graníticas. O povoamento é disperso, com pequenas aldeias escondidas nas montanhas. É uma região de boa e saborosa gastronomia.